Jora Blog

Seja mais produtivo! Diga adeus à procrastinação!

Ivani Montagner | May 10, 2017

Procrastinar é adiar tarefas. É adiar as tarefas que precisamos fazer agora! Todos nós procrastinamos, mas é importante analisar se a procrastinação está impedindo que realize todo o seu potencial. Nesses casos, é preciso atacar o problema com foco!

Por que procrastinamos?

Nós procrastinamos por diversos motivos:

Gratificação imediata. Temos uma área do cérebro ligada aos prazeres e dores imediatos, conectada ao sistema límbico, que se manifesta quando a outra parte do cérebro, o córtex pré-frontal planejou o nosso futuro e sabe conscientemente o que precisa ser feito. Neste momento você se rende a uma ação que lhe traz um prazer imediato e adia mais uma vez o que precisa ser feito. A culpa é da área do cérebro que age no modo piloto automático. Ao mesmo tempo em que você é seduzido por uma forte sensação solicitando que faça algo prazeroso, a parte pensante do seu cérebro quer controlar essa sensação. Esse autocontrole exige uma ação sua voluntária, para que o cérebro envie a mensagem de que devemos manter o foco no que precisa ser feito. Toda ação realizada pelo cérebro fora do seu modo piloto automático requer muita energia. Ou seja, manter o foco e falar não para aquele prazer imediato cansa. Por isso, podemos ser facilmente levados a nos render a esta atividade mais fácil e prazerosa naquele momento, adiando mais uma vez todas as outras tarefas.

Medos. Medo de fracassar, medo de não dar conta, de não ser bom o suficiente. O medo nos leva a tomar decisões confortáveis, e não necessariamente aquelas que vão nos levar a realizar nosso potencial.

Ausência de consequência negativa imediata. É fácil postergar ações que terão benefício a longo prazo. São aquelas ações que vão nos trazer mais próximos aos nossos objetivos de vida, as realizações que vão nos trazer satisfação e felicidade no futuro. Tanto as consequências positivas quanto as negativas estão longe de nosso alcance imediato. Portanto, se não fizermos tais tarefas, ninguém vai nos chamar a atenção. O compromisso é conosco mesmo. O perigo desse tipo de procrastinação é nos afastar do nosso potencial. Não teremos aquilo que sabemos que é importante para nós. Se não tomarmos a liderança da nossa vida, o futuro poderá nos trazer insatisfações.

Achamos que no futuro iremos fazer. Assim, tudo é projetado para o futuro. Você aguarda as condições mais favoráveis. Porém, no futuro você será o mesmo se não combater este hábito agora! Você é responsável hoje por construir as condições favoráveis necessárias para a realização do seu potencial.

Como evitar a procrastinação?

Maura de Albanesi, psicóloga há mais de 30 anos, que ministra cursos para autoconhecimento e tem mais de 3 milhões de views no youtube, ensina 4 passos muito simples que te ajudarão a lidar de forma efetiva com a procrastinação que hoje é motivo de tanta insatisfação com você mesmo.

Esses quatro passos correspondem a quatro palavras que vão funcionar como gatilhos para a sua mente. São elas:

  1. Selecionar
    Selecione exatamente o que você vai fazer. Pode ser uma, duas, três ou mais tarefas. Atribua um tempo para realizar tais atividades. Pode ser no dia, na semana, no mês. Parta para a 2ª tarefa só após o término da primeira.

    Especifique um critério para selecionar tais tarefas. São alinhadas com seus objetivos de vida? Vão te ajudar a conseguir aquela promoção que você deseja ou aquela entrevista de emprego que você precisa? É fácil encher o dia de tarefas sem filtrar por prioridades. Acabamos escolhendo fazer o que é mais rápido, mais fácil ou que está mais à mão. Tal comportamento até pode nos levar a sermos pessoas ágeis e produtivas, mas o perigo é fazermos o que nos é solicitado naquela hora e adiarmos coisas importantes para nós.

  2. Crescimento
    Para crescermos temos que sair da zona de conforto. Ninguém cresce quando está confortável.

    Procrastinar adia o seu crescimento. Todas as suas ações promovem crescimento. Procrastinamos, normalmente, com coisas que são mais difíceis, com coisas que levam mais tempo, com processos longos cujos benefícios só serão sentidos no futuro. Para crescermos temos que sair da zona de conforto. Ninguém cresce quando está confortável. É preciso sair daquilo que você já sabe. É fundamental estar aberto ao aprendizado. Se você costuma dizer “isso é muito difícil, vai dar muito trabalho, é melhor não”, é justamente o esforço para ultrapassar isto que vai possibilitar o crescimento.

    Reconheça a voz da procrastinação quando você disser “isto é muito difícil”. Isso é um chamado da área do cérebro que te dá prazeres imediatos querendo te livrar deste esforço. Quando ouvir esse chamado, substitua por uma afirmação positiva:

    “Essa é uma grande oportunidade para eu crescer”

    “Essa é uma grande oportunidade para eu sair da minha zona de conforto e realmente começar a aprender coisas novas”.

    Fazer esta troca de pensamentos permite acessar a área do cérebro propícia à aprendizagem e que te impulsiona ao crescimento e à renovação interna. Quando você transforma “isto é difícil” para “eu vou crescer”, “vou aprender”, “é uma oportunidade de crescimento”, esta área do cérebro que te permite visualizar o futuro, não aquela do piloto automático, vai lhe trazer energia, vitalidade e disposição. Ao tomar essa atitude e reafirmar “é isso que eu quero” ”é realmente isso que vai me possibilitar realizar as coisas que eu quero”, você aciona um start e começa a fazer as coisas que selecionou de acordo com suas prioridades. Ao contrário das pessoas que se entregam à procrastinação, que vão perdendo vitalidade, isso vai te mover para à ação.

    Responsabilidade

    Como vimos, o medo de fracassar, de não ser bom o suficiente, é um fator crítico para a procrastinação. Este medo paralisa e faz com que a pessoa se feche, criando uma barreira para a realização do seu potencial. Perceba se o seu talento será expresso nestas coisas que quer realizar mas sente medo. Maura Albanesi explica que quando você nega o seu talento dizendo “eu não sei fazer, eu acho que não sou capaz” você está negando a preciosidade da sua alma e não está assumindo a responsabilidade por esses talentos. A palavra responsabilidade aqui é aplicada no sentido de ser responsável por suas qualidades, em “eu sou capaz”, “sou responsável pelas minhas qualidades, pelos meus talentos”, “sou responsável pela expressão destes meus talentos no mundo”.

    Para contra-atacar este medo, acesse as razões para ir adiante:

    Trazer o seu talento à tona e atuar com ele é se responsabilizar pelos valores que você tem e que disponibiliza à outras pessoas.

    Ao aplicar seu talento e potencial, estará se comprometendo com você mesmo e com outras pessoas que aguardam você colocar em prática o que sabe e que podem crescer em função disso. Estes seus talentos expressos através das suas realizações é que levarão o seu melhor para o outro e para você também. Afirme: “não vou ficar com medo porque sou capaz de fazer estas coisas”, “tenho talento para isso”. A responsabilidade aqui é a de realizar aquilo que você selecionou como prioridade e que vai te trazer crescimento para você e para outras pessoas.

    Antecipar Quem procrastina geralmente tem em evidência alguns medos, o “muito difícil”, o “vai dar muito trabalho”, o “complicado”. A ideia aqui é trocar tudo isto por antecipar os resultados. Tenha em mente o resultado final. Visualize como vai se sentir quando terminar, quando alcançar tal objetivo. Provavelmente alegria, bem-estar e satisfação.

    Ataque a necessidade de uma satisfação imediata que o nosso cérebro está pedindo com a antecipação dos ganhos futuros. Antecipar seus ganhos vai te trazer esse prazer imediato e te impulsionar a realizar as ações necessárias agora. Você usará o mesmo mecanismo, mas revertendo para o seu benefício, trazendo-lhe a energia para que faça aquilo que achava “muito difícil”.

    Agora é com você!

    Agora que você já sabe os motivos por trás da procrastinação e já têm ferramentas para contra-atacar, basta um pouco de autoconhecimento e disciplina para vencer essa batalha. Imprima essas quatro frases e fixe-as em locais visíveis para que possa ler repetidas vezes. Elas serão os gatilhos mentais que vai precisar para se colocar em ação em prol de tudo o que quer. Quando começar com sintomas de procrastinação, lance mão nelas!

    Confira o vídeo na íntegra no link

    Gostou deste artigo? Comente abaixo! Compartilhe com seus amigos! Terei o maior prazer em trocar ideias com você.

    Ivani Montagner

    Ivani Montagner

    Ivani é Coach Executiva e membro da Sociedade Brasileira de Coaching.