Jora Blog

A resiliência faz parte da sua vida no trabalho?

Ivani Montagner | Feb 8, 2017

O mercado de trabalho valoriza profissionais capazes de atuar com competência, mesmo sob pressão;

O trabalho representa um valor importante em nossa vida e influencia nossa motivação, satisfação, produtividade, qualidade de vida e felicidade. Através do trabalho nós desenvolvemos nossos talentos e realizamos o nosso potencial.

No mundo corporativo, o avanço da tecnologia, as novas maneiras de produzir, o cenário de grande competitividade, pede dos profissionais comportamentos pertinentes a esta complexidade. As demandas atuais exigem do trabalhador rapidez para se adaptar ao novo, enfrentar crises, transformar situações, atingir metas.

Nesta interação entre as organizações e os trabalhadores, se torna importante aprimorar comportamentos que vão auxiliar o profissional na promoção da sua qualidade de vida e também para que seja bem-sucedido no mundo do trabalho.

Estamos falando da resiliência

Resiliência, na física, é a capacidade de um material voltar ao seu estado normal após ter sofrido tensão. Transferindo o conceito para o desenvolvimento humano, é a capacidade de enfrentar as adversidades sem ser afetado negativamente por elas.

Diante das variadas situações de estresse ou adversidades no trabalho podemos agir com mais ou menos resiliência. Podemos ser muito resiliente para um aspecto e pouco resiliente para outro. Todos nós desenvolvemos certo grau de resiliência desde criança, à medida em que vamos sendo expostos às situações de dificuldade e aprendendo a agir adequadamente. A resiliência não é um traço de personalidade, é um comportamento que podemos desenvolver e aprimorar em qualquer idade.

Criar um ambiente saudável e fortalecido que favoreça chegar aos objetivos de modo coerente e equilibrado faz parte de nossas atribuições. Quando temos uma meta, esta passa pelos nossos sistemas de crenças, individual e coletivamente, quando trabalhamos em equipes. O desequilíbrio irá interferir nos resultados.

Ser resiliente permite que você administre o stress gerado pelos obstáculos e situações do cenário organizacional. O mercado de trabalho valoriza profissionais capazes de atuar com competência, mesmo sob pressão; responder rapidamente às crises; demonstrar criatividade e encontrar soluções, mesmo com poucos recursos; manter a integridade e a alta performance em situações adversas. Desenvolver a resiliência contribui para seu diferencial no mercado e para a sua felicidade.

Como posso ser mais resiliente?

Um importante ingrediente para elevar a resiliência é o otimismo e, segundo Martin Seligman, pai da psicologia positiva, o otimismo pode ser aprendido. Em mais de 15 anos de pesquisa Martin Seligman descobriu que otimismo é o principal elemento que não deixa a pessoa se abater. As pessoas otimistas conservam a certeza de superar os desafios, são flexíveis às mudanças e aceitam os imprevistos com naturalidade.

Martin Seligman explica que a maneira de ver e explicar os acontecimentos, determina a postura da pessoa diante de situações desafiadoras e qual será a motivação para enfrentá-las.

“Pessoas que não desistem, tem o hábito de interpretar um revés como algo passageiro, pontual e mutável”. – Seligman, 1990

Veja abaixo alguns exemplos de como o otimista e o pessimista explicam os acontecimentos, que Seligman chama de estilos explanatórios:

As crenças que temos frente as dificuldades determinam o otimismo que conduz ao sucesso e ao bem-estar ou o pessimismo, que leva ao fracasso e ao mal-estar.

A melhor maneira de adquirir uma nova forma de ver os obstáculos é:

Transformar crenças que nos fazem ter uma visão pessimista dos fatos em uma forma de ver o mundo em que tenhamos crenças em nossas potencialidades e capacidade de enfrentar os desafios.

Conhecer o seu propósito de vida será fundamental para crescer também em outros aspectos como autocontrole, autoconfiança, empatia, habilidades sociais e cuidados com a saúde, itens importantes para elevar a resiliência. Através de uma reflexão poderemos verificar o quanto precisamos nos desenvolver em cada uma dessas competências para enfrentar os desafios com os pés no chão, com segurança e positividade.

É muito bom ter ciência do que precisamos desenvolver para obtermos os resultados que almejamos. Isto nos motiva à ação. Se você precisar de ajuda poderá buscá-la através de um processo de coaching, de uma psicoterapia ou de ajuda médica. O importante é entrar em ação em busca do que é necessário para você.

Desenvolvendo a capacidade de ser resiliente, você perceberá claramente as reais possibilidades do seu potencial de realização e vai ajustar as velas a seu favor. Suas escolhas poderão ser mais conscientes a partir daí e o mundo do trabalho mais compensador!

Fonte: Positive Coaching – Otimismo e Resiliência - Sociedade Brasileira de Coaching

Gostou deste artigo? Comente abaixo! Compartilhe com seus amigos! Terei o maior prazer em trocar ideias com você.

Ivani Montagner

Ivani Montagner

Ivani é Coach Executiva e membro da Sociedade Brasileira de Coaching.