Jora Blog

QI: Dica para conseguir o emprego ideal

Raquel Rodrigues | Dec 27, 2017

Empregabilidade é a capacidade do indivíduo de manter-se em atividade produtiva.

Segundo o IBGE, no terceiro trimestre de 2017 já somávamos mais de 13 milhões de desempregados no Brasil. É muita gente!

Uma prima minha foi desligada recentemente e estamos fazendo um trabalho juntas de validação de interesses pessoais, revisão de currículo, atualização do perfil no LinkedIn e preparação para entrevista, de forma que se recoloque o mais breve possível.

Em um dos últimos eventos que participei, uma Designer veio falar comigo sobre seu objetivo de conseguir um emprego formal como Diretora de Arte e me pediu indicação de HeadHunter.

Em grupo de mulheres empreendedoras, uma participante compartilhou que um amigo está buscando novas oportunidades. Pedi para me enviar o currículo e assim ter mais informações e ficar antenada. Aliás, esse é um grupo bem ativo de ajuda mútua.

Um HeadHunter me sondou sobre uma vaga de blogueira em uma grande empresa.

Os 6 Pilares da Empregabilidade

Não tá fácil pra ninguém… mas pode ficar! Empregabilidade é a capacidade do indivíduo de manter-se em atividade produtiva e está apoiada em 6 pilares:

1. Satisfação: quanto mais alinhados estivermos entre o que realmente gostamos de fazer e o trabalho almejado, melhor. Focar na sua vocação reduz o tempo fora do mercado, gera motivação, produtividade, prazer e sustentabilidade.

2. Saúde: física, mental e emocional. Cuidar do corpo e da mente é fundamental para se manter ativo, proporcionando qualidade de vida e familiar, com lazer, práticas esportivas e tranquilidade.

3. Finanças: gestão dos recursos para o conforto, investimento na carreira ou negócio e reserva no caso de ficar desempregado, bem como busca por fontes alternativas de renda.

4. Competitividade: quais são suas qualificações comportamentais e técnicas. Atualização profissional, histórico de projetos e realizações tornam o indivíduo mais atrativo.

5. Reputação: quais são seus valores, como conduz sua carreira, postura, história e imagem profissional. Comprometimento, confiabilidade, honestidade e ética é o mínimo que se espera.

6. Networking: como se relaciona dentro e fora da empresa, quais são seus círculos de relacionamento, quem são as pessoas que conhece, como é reconhecido e lembrado pelos outros.

QI: Quem indica

Minha prima me pediu ajuda porque me conhece e sabe que posso indicá-la quando finalizarmos o processo.

A Designer se abriu comigo porque sabe que posso conectá-la.

Pedi o currículo do moço porque conheço quem o recomendou.

O HeadHunter me procurou porque uma pessoa em comum falou bem de mim.

Então eu te pergunto: quem na sua rede hoje pode te indicar?

Essa é a dica do título. Sem mistério, pegadinha ou alto grau de complexidade.

Avalie como está em cada pilar da empregabilidade e liste os nomes que podem indicar você para o emprego ideal ou conhecem quem pode.

Uma recomendação feita com carinho e propriedade é de uma força ímpar. Suas chances de conseguir a colocação aumentam exponencialmente.

Se durante sua trajetória se preocupou em conhecer a fundo as pessoas do seu convívio, investir tempo na ampliação da sua rede e manter um bom relacionamento com profissionais de todos os níveis hierárquicos, será mais fácil ainda.

Do contrário, sem pânico. Nunca é tarde para retomar um relacionamento. No artigo O que fazer com seus contatos? eu dou algumas dicas.

Em tempo, aqui no Jora você encontra uma diversidade de vagas de emprego. Ao se interessar por alguma, lembre de verificar na sua rede se conhece alguém que trabalhe na empresa ou tenha acesso a ela. E converse para entender a melhor forma de se apoiarem.

Ótimas descobertas e ótimas conexões!

Raquel Rodrigues

Raquel Rodrigues

Raquel Rodrigues é empreendedora, curiosa, criativa, escritora, palestrante, facilitadora, treinadora emocional e networker por vocação. Idealizadora do canal de conteúdo Conexões Verdadeiras