Jora Blog

Networking: Uma via de mão dupla.

Karina Papa | Sep 11, 2017

O processo de networking deve ser uma via de mão dupla. Essa rede de relacionamentos deve estar ativa mesmo quando sua carreira está promissora e você não está precisando de ajuda.

Muito se fala sobre networking como forma de ampliar suas possibilidades profissionais e deixar sua marca por onde passa. Mas, será que as pessoas sabem realmente como fazer esse processo sem que ele se torne forçado? Afinal, o networking tem como significado principal a criação de uma rede de relacionamentos voltada para o mundo dos negócios e do trabalho de forma geral. Então, se o conceito é obter relações, elas precisam fluir como qualquer outra, ou seja, alguns fatores são importantes para que ela funcione. Vamos pensar de forma simplificada: quando um namoro, por exemplo, se inicia, é extremamente necessário que ambos estejam interessados. Portanto, deixo essa como primeira dica: não force a barra. É importante ser observador e saber quando o outro lado mantém o mesmo interesse que você. Se notar que não está sendo correspondido, parta para outra sem ressentimentos. Esse tipo de observação é muito conhecida como feeling no mundo dos negócios. É saber o momento de chegar, mas também o momento de partir e deixar de investir naquilo que não está sendo agradável para uma das partes.

Outro conceito interessante a se citar sobre o networking é também entendê-lo como relação no sentido de interesses. Bem, é bastante claro que uma pessoa que te procura apenas quando está em dificuldades ou que se dispõe a ajudar apenas quando há recompensas, não será bem vista, certo? Por isso, é preciso se atentar aos convites sempre com segundas intenções. É claro que uma rede de relacionamentos profissionais é essencial para melhorar sua carreira, porém, é muito importante saber contribuir de forma sincera. Vou dar um exemplo prático: estar em uma rede social apenas pedindo emprego nunca é uma boa ideia. Ao invés disso, por que não compartilhar notícias relevantes e ser mais delicado ao tratar de assuntos como vagas disponíveis? Conversar em inbox com um colega é muito mais elegante do que fazer postagens públicas.

O networking fora das redes sociais

Por mais que as redes sociais tenham trazido inúmeras oportunidades de trabalho, elas não devem ser a única fonte de relacionamento profissional. Frequentar eventos que envolvam sua área de atuação, conversar com colegas pessoalmente em um café e marcar reuniões para discutir tendências de mercado são atitudes fundamentais na hora de construir um bom networking. Quando falamos em relação, precisamos pensar nela no sentido literal da palavra e entender que, embora tenha objetivos profissionais, ela ainda deve ser compreendida como uma troca.

Via de mão dupla

Como foi dito no artigo, o processo de networking deve ser uma via de mão dupla. Essa rede de relacionamentos deve estar ativa mesmo quando sua carreira está promissora e você não está precisando de ajuda. Independente do seu status profissional, é necessário manter os contatos e se mostrar solícito e interessado. Isso fará toda a diferença quando for preciso. Afinal, quem procura os amigos apenas na dificuldade, corre o risco de não ser atendido, não é mesmo? É nessa hora que entra o marketing pessoal. Você deseja ser visto como alguém que só aparece em momentos ruins ou como alguém que tem sempre algo de positivo a acrescentar? Escolha ser lembrado pelas sus contribuições assim, se um dia precisar, as portar irão de abrir com muito mais facilidade. Investir em si mesmo e em como as pessoas te enxergam é algo que deve ser pensado a longo prazo. Jamais tome decisões apenas pensando no que você tem hoje. Lembre-se que o mercado pode mudar e você pode precisar resgatar alguns contatos. Por que deixar para fazer isso quando a situação estiver difícil?

Conclusão

Entender o networking é mais fácil do que pensamos. Basta vê-lo como um relacionamento como tantos outros, onde a reciprocidade, o respeito e a frequência de contato deve ser mantidos para que ele nunca acabe.

Karina Papa

Karina Papa

Karina Papa é Consultora de Carreira, Coach Especialista em alta performance e elevação de resultados.