Jora Blog

As competências para fazer a diferença na era da quarta revolução industrial

Ivani Montagner | Sep 3, 2017

Como estão suas habilidades para vencer no mundo do trabalho na era da quarta revolução industrial?

Estamos iniciando a quarta revolução industrial. Ela é diferente de tudo aquilo que já foi experimentado pela humanidade, em escala, escopo e complexidade e está gerando profundas transformações em nossa sociedade.

Enquanto que a primeira revolução industrial, entre 1760 e 1840, é caracterizada pelo início da produção mecânica, a segunda revolução, com início por volta de 1870, foi marcada pela chegada da eletricidade e da produção em massa. A terceira, também chamada de revolução digital, com início em 1960, nasceu com o desenvolvimento dos computadores e da internet.

A quarta revolução industrial é caracterizada pela evolução das tecnologias digitais, sistemas e máquinas inteligentes e conectadas, gerando inúmeras descobertas nas áreas da genética, nanotecnologia, energias renováveis, computação quântica, inteligência artificial e internet das coisas. Ela se distingue das anteriores pela velocidade, amplitude, fusão de tecnologias e a interação entre os domínios físicos, digitais e biológicos.

O impacto dessa nova revolução está alterando significativamente a nossa maneira consumir, e de fazer negócios …“levando a mudanças de paradigmas sem precedentes da economia, da sociedade e dos indivíduos. Ela modifica “o que” e o “como” fazemos as coisas e também “quem” somos. “ Explica o professor Dr. Klaus Schwab – Fundador e Presidente Executivo do Fórum Econômico Mundial em seu livro “A QUARTA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL” que é a referência deste artigo. Soluções simples e instantâneas são oferecidas a um custo menor, como jamais as organizações tenham conseguido oferecer. Avanços vão tomando forma e novas maneiras de fabricar, vender e consumir vão ocorrendo, causando desrupturas nos modelos tradicionais, nas indústrias, organizações e até em países.

“As mudanças são tão profundas que, na perspectiva da história humana, nunca houve um momento tão potencialmente promissor ou perigoso.” – Professor Klaus Schwab

O potencial do impacto positivo no crescimento econômico é enorme. Contudo, face aos avanços acontecendo num ritmo exponencial, simultaneamente em praticamente todos os setores e ocupações, as transformações no mundo do trabalho nas próximas décadas serão grandes. Com a fusão das tecnologias digitais, físicas e biológicas, haverá a necessidade de alteração no preparo educacional, para que profissionais trabalhem com máquinas mais capazes, conectadas e inteligentes. Há questionamentos a respeito do número de postos de trabalho que serão suprimidos, uma vez que muitas profissões serão automatizadas, total ou parcialmente. Entretanto, novos bens e serviços irão gerar novas profissões. Haverá crescimento do emprego para ocupações e cargos criativos e cognitivos de altos salários e para ocupações manuais de baixos salários, sendo que haverá diminuição de postos para trabalhos repetitivos e rotineiros.

E as competências, como ficam?

As competências profissionais acompanham as mudanças da quarta revolução industrial. Segundo relatório do Fórum Econômico Mundial, até 2020 serão valorizadas as habilidades:

Na esfera da economia sob demanda, vemos um crescimento do modelo de trabalho freelance. Projetos distintos poderão ser enviados a uma nuvem de potenciais trabalhadores independentes que executam o trabalho. Tal modelo exige competências como capacidade de agir de forma autônoma, de perseguir oportunidade para venda de seu trabalho, negociação e vendas.

Compreender o que é a quarta revolução industrial, os impactos em nossa vida pessoal e profissional é uma obrigação nossa. Entender como nos encaixamos nesse ecossistema permitirá refletirmos e agirmos para que as oportunidades proporcionadas pelas tecnologias e pelas inovações, sejam conduzidas em benefício de valores importantes para a natureza humana. Está em nossas mãos a construção deste futuro.

“O futuro nos invade…a fim de, dentro da gente, transformar-se antes mesmo de ocorrer” Rainer Maria Rilke, poeta, citado pelo autor.

Estamos preparados?

Ivani Montagner

Ivani Montagner

Ivani é Coach Executiva e membro da Sociedade Brasileira de Coaching.